Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

categorias 29/09/2004

Filed under: generalidades — jacky @ 6:08 pm

Já editei no blogspot e no sapo mas com o weblog é a primeira vez. Há por aí alguma alma caridosa que me ensine a colocar os posts por categorias? Por exemplo: Poesia, Flores, Diário, etc…?

Anúncios
 

Um poema, Saul Dias

Filed under: poesia — jacky @ 3:34 pm

Um poema
é a reza dum rosário
imaginário.
Um esquema
dorido.
Um teorema
que se contradiz.
Uma súplica.
Uma esmola.
Dores,
vividas umas, sonhadas
outras…
(Inútil destrinçar).

Um poema
é a pedra duma escola
com palavras a giz
para a gente apagar ou
guardar

in Essência

 

tempestades 28/09/2004

Filed under: poemas de amor — jacky @ 2:58 pm

São de nada
tempestades

ante a falta
que me fazes

David Mourão Ferreira, Os Ramos – Os Remos

 

Havia, Saúl Dias 23/09/2004

Filed under: poemas — jacky @ 4:40 pm

Havia
na minha rua
uma árvore triste

Quebrou-a o vento

Ficou tombada,
dias e dias,
sem um lamento
(Assim fiquei quando partiste)

 

Porquê amorizade? 22/09/2004

Filed under: generalidades — jacky @ 7:04 pm

Porque o amor e a amizade é que fazem girar o mundo.

 

Por muito tempo…, Carlos Drummond de Andrade 21/09/2004

Filed under: poemas de amor — jacky @ 7:46 pm

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

 

O sonho, Sebastião da Gama 20/09/2004

Filed under: poemas — jacky @ 7:40 pm

Pelo Sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos,
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e do que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?

– Partimos. Vamos. Somos.

in Pelo Sonho é que Vamos