Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Sonho 12/03/2015

Filed under: devaneios da jacky — jacky @ 10:41 am

A mente vagueia de noite. Anda por recantos onde estão guardados desejos reprimidos. Leva-nos a lugares remotos, por vezes, junto a desconhecidos ou pessoas do dia a dia e sonhamos.
Imagens formam-se com algum sentido em ambientes irreais. Desejos inconcretizáveis realizam-se e são deliciosos.
O despertador arranca-nos do calor e acordar não é possível. O onírico continua onde tinha sido interrompido, intermitente, como um filme ao qual se cortou algumas imagens.
Acorda-se de vez, ainda com o sonho presente e ainda irradia sensações prazerosas. A vida continua numa realidade paralela, em que sonhos como esses nunca se tornaram realidade e é por isso que eles sabem tão bem…

 

Senhoras Donas e Gaijas 08/03/2015

Filed under: generalidades — jacky @ 11:56 am

Hoje, é o dia das senhoras donas e das gaijas*.
As senhoras donas não perdem uma oportunidade para lixar as gaijas, de quem têm uma secreta inveja.
As senhoras donas também são mães, mas só dos rapazes porque quando lhes sai uma menina na rifa trata-na mal, porque será uma futura competidora.
As senhoras donas andam sempre no corte e cose a dizer mal desta e daquela, na maldicência, apenas pelo prazer de achincalhar.

E depois há as gaijas, as que riem alto, as de pêlo na benta, as que choram baba e ranho nos filmes, as que andam de mini-saia mesmo com o coxame avantajado, as que sabem dizer que sim e que não, as que deixam o que estiverem a fazer para acudir outras gaijas.
As gaijas verdadeiras são amigas e leais ao gaijedo e às gaijas. As gaijas têm ataques de riso, assumem-se como são, de borbulha na cara, com estrias na barriga e celulite na perna porque já foram mães e não são escravas da moda nem fazem batota com o photoshop.
As gaijas a sério indignam-se quando sabem de alguma mulher que é maltratada, rebaixada ou humilhada porque têm orgulho de quem são e gostariam que todas as gaijas pudessem ser felizes.
As gaijas são boas a tudo, desde que queiram, as que têm miolos e talento e são persistentes e trabalhadoras. As gaijas são o sexo fraco porque o poder não lhes sobe à cabeça, nem precisam da força para provarem que são boas.

Hoje, a minha homenagem vai às gaijas e às senhoras donas nem por isso, pois elas apenas recolhem o fruto do trabalho das gaijas que lutaram para que pudessem votar, pudessem vestir o que lhes desse na gana e pudessem falar e trabalhar onde quisessem.

Gaijas, vocês sabem quem são e adoro-vos! Obrigada! Continuemos a lutar pela 1 em 3 que continua a ser violentada em todo o mundo, porque elas também merecem serem gaijas!

* gaija é diferente de gaja e quem me conhece sabe qual é a diferença!