Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Balanço de 2014 03/12/2014

Filed under: jacky — jacky @ 2:27 pm
Tags:

2014 foi um ano doloroso em vários aspectos. Foi o ano em que a demência tomou conta da minha mãe e deixou de ter identidade. Foi o ano em que tomei consciência que se não mudar de hábitos, posso esmorecer como a minha mãe daqui a uns anos, mas não tem que ser assim pois tenho uma filha pequena que ainda precisa de mim. Foi o ano em que mudei de equipa de trabalho e deixei de trabalhar com duas pessoas de quem gostava muito e com quem trabalhava muito bem. Foi mais um ano de crise em que tivemos de apertar ainda mais os cintos.
2014 também foi um ano entusiasmante. Foi o ano em que a Sara entrou para o 1º ano e começou a aprender as primeiras letras e a fazer as primeiras contas. Foi o ano em que mudei para o secundário e tem sido bem compensador, embora muito mais trabalhoso. Foi o ano em que comecei a organizar melhor o meu tempo. Foi o ano em que reencontrei muitos amigos de quem não sabia há tantos anos e isso foi tão positivo!

2014 foi o que foi, um ano de altos e baixos que passou depressa demais. Não cumpri com algumas resoluções nem consegui tornar reais a maior parte da minha lista de desejos para 2015.

2015 está a chegar: que venha com saúde, muitos gestos de generosidade e muitos afectos! Amanhã cá estarei!

Anúncios
 

Cartas a Sara 21/10/2011

Filed under: família,jacky — jacky @ 7:26 pm

Sara,
Hoje morreu uma menina chinesa de 2 anos, que estava a andar sozinha num mercado movimentado e foi atropelada por uma carrinha. Esteve assim a agonizar na estrada enquanto as pessoas passavam e não fizeram nada. Depois, ainda voltou a ser atropelada e continuou assim a sofrer sem ninguém sentir qualquer tipo de compaixão.
Ao fim de 7 minutos, veio finalmente uma senhora fazer alguma coisa. A menina sofreu múltiplas fracturas e teve morte cerebral. Acabou por falecer hoje. Não sei porque vi as imagens. Já sei que não posso ver crianças a sofrer porque me choca muito e depois fico a chorar e fico triste durante muito tempo. Acho que as vi porque não queria acreditar que isso fosse possível. Mas foi.
Infelizmente, na China, a vida de uma menina não vale muito. Ainda há países em que as mulheres são consideradas inferiores e portanto, se morrer mais alguma, não faz grande falta. Tu e eu, minha filha, tivemos a sorte de nascer num continente e num país onde pudemos crescer de forma equilibrada e onde vai havendo cada vez mais oportunidades de igualdade entre homens e mulheres.
Filha, nunca deixes de ser mulher e de lutar pelos teus direitos. Luta por ti e pelas outras mulheres aos milhares que ainda sofrem de discriminação, maus tratos e abandono. Tem orgulho em seres mulher.
Adoro-te! (e hoje ainda mais porque sempre que morre uma menina da tua idade o mundo fica mais pobre e reforçam os meus sentimentos por ti)
21.10.2011

CARTAS A SARA
Tenho estado mais a escrever cartas à minha filha. Talvez um dia, dê origem a um livro.

 

28/04/2011

Filed under: jacky — jacky @ 1:13 pm

Não sou perfeita: tenho estrias na barriga e nas pernas, tenho celulite, tenho pêlos escuros, tenho buço, tenho brancas, tenho barriga, mas não me importo! Acho que foi essa maturidade que os quarentas me deram, aceitar-me como sou! porque também tenho caracóis lindos, mamas jeitositas, uma cinturinha fininha e sei lá que mais…

E a verdade é que no conjunto e no todo tenho um corpo agradável, porque sim não me olho à lupa e não multiplico o que não gosto por 3, antes multiplico por 10 o que gosto!
E depois sou uma pessoa cheia de entusiasmo, divertida e generosa e isso é que anima um corpo, muito mais do que uma imagem que o espelho reflecte!

 

Apresentação da Dona Inveja em Lisboa 07/04/2011

Filed under: dona inveja,escrita,jacky,leituras — jacky @ 3:51 pm

Amigos de Lisboa e arredores, vamos estar as duas (Jacqueline Lima – a autora – e Liliana Jesus – a ilustradora) presentes na livraria Cabeçudos, dia 9 de Abril, pelas 16h, para entregar o livro em mão e fazer uns rabiscos no vosso exemplar se assim quiserem! Quem vai aparecer por lá?

Para mais informações sobre o livro infantil Dona Inveja, consultem a nossa página no facebook:

http://www.facebook.com/pages/Dona-Inveja/153124758082346?ref=ts

 

Dona Inveja 22/03/2011

Filed under: escrita,jacky — jacky @ 9:21 pm

O livro que eu escrevi e que a Liliana Jesus ilustrou 🙂

Dona Inveja no Facebook

 

Origamis para o Japão 14/03/2011

Filed under: jacky — jacky @ 3:48 pm

Eis a fotografia que vou enviar para a Makiko. Segundo a tradição, 1000 pássaros feitos em origami correspondem a um desejo, neste caso, o desejo para que o Japão recupere desta tragédia mista: terramoto/tsunami.

Se quiseres ler mais, clica neste link:

http://las1000grullas.wordpress.com/about

Here is the picture I’m going to send to Mikako. If you make 1000 origami birds, you can make a good wish. This is a bird for a good wish for Japan. If you want to read more, look here:

http://las1000grullas.wordpress.com

 

Mundo encantado 22/02/2011

Filed under: fadas,jacky — jacky @ 4:07 pm

Tenho um mundo encantado na minha vida. Assim como os contos de fadas povoaram a minha infância, tenho agora uma quinta que anima os dias tristes do Inverno.

Na minha quinta, há árvores de frutos, há flores, há castelos, há porcos com chapéus de festa, há galinhas que põem ovos dourados, há potros azuis e lilases, há cavalos com penteados anos 70-disco sound, há patinhos feios que se transformam em cisnes, há casinhas de bonecas, há uma padaria e um spa onde faço bolos e perfumes, há vitelas ETs e há a Torre Eiffel.

Na minha quinta, posso plantar o que eu quiser, desde framboesas a tacos e até cupcakes! Tenho vizinhos que me visitam e me deixam prendas, que me deixam mensagens, que me ajudam a construir coisas. Tenho vizinhos disfarçados de coelho que vêm fertilizar os meus legumes.

Na minha quinta, às vezes, queimam-se as plantações, mas os animais nunca morrem à fome. Não há gripe A, nem hepatites, nem qualquer tipo de virose. Não há fruta apodrecida e as flores são sempre vistosas.

Na minha quinta, disfarço-me de princesa ou de fada ou visto simplesmente um tshirt e uns jeans.

Nem toda a gente compreende porque perco tanto tempo com esta quinta, se nem sequer é real. Acham que é um vício absurdo, um passatempo palerma… Que lhes dizer? Nunca precisaram de um pouco de magia, de beleza e de perfeição na vossa vida? É verdade que perco tempo, sim, mas também fiz amigos, estreitei laços, tive amigos que gastaram FVs para me dar árvores especiais e uma ovelha de chicletes gorila. Mas nunca deixei de cumprir com as minhas tarefas e as minhas obrigações, nunca pus as finanças da família em causa devido à minha quinta porque nunca gastei um cêntimo que fosse com isto. E quem nunca esteve viciado em jogos e quem nunca perdeu tempo com passatempos viciantes que me atire a primeira pedra, mas não para a minha quinta!

Tenho um mundo encantado na minha vida e amigos virtuais que estão sempre lá e isso faz-me feliz! Obrigada amigos da farmville!