Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Expressões idiomáticas com o corpo humano 19/06/2006

Filed under: escrita — jacky @ 9:49 am

Ajudas-me a encontrar expressões idiomáticas, provérbios ou outros ditos que usam o corpo humano? Aqui ficam algumas:

BARRIGA

A barriga das pernas

Ter a barriga a dar horas

Parte de trás da perna Ter fome
BARBAS Pôr as barbas de molho Acautelar-se
BOCA Mandar bocas Mandar indirectas
BRAÇO Dar o braço a torcer  
CABEÇA Cabeça de alho chocho  
CALCANHAR Ter um calcanhar de Aquiles Uma fraqueza
CORAÇÃO   Fazer das tripas coração

Pôr o coração ao largo

 
CORNOS Pôr nos cornos da lua  
COSTAS Ter as costas largas  
DEDO Pôr o dedo na ferida Indicar o assunto certo
DENTES Dentes de cavalo grandes
LÍNGUA Dar com a língua nos dentes Falar demasiado
MÃO   Ser mão de vaca

Ter a mão pesada

Estar de mãos atadas

avarento
NARIZ Meter o nariz onde não se é chamado  
OLHOS Ter mais olhos que barriga  
OUVIDO Ter ouvidos de tísico Ouvir muito bem
Dar um tiro no pé  
PEITO Ter um amigo do peito  
PÊLO Pêlo na venta autoritário
PERNA Ter pernas de canivete magras
PESCOÇO Estar com a corda no pescoço aflito
TESTA Testa de ferro  
UNHA Defender com unhas e dentes  
About these ads
 

6 Responses to “Expressões idiomáticas com o corpo humano”

  1. Cris Diz:

    Assim de repente:
    “Ser apanhado com a boca no trombone”
    “Ter dor de cotovelo”
    “Falar pelos cotovelos”
    “Fazer o gosto ao dedo”
    “Não ter papas na língua”
    “Não pregar olho”
    “Meter os pés pelas mãos”
    Bjs

  2. sunrise Diz:

    Será que li bem??? Pedes “expressões idiomáticas do corpo HUMANO”, não é?????? Então vais-me explicar onde é que estão os cornos? Já pesquisei nas melhores enciclopédias e posso garantir-te que o corpo humano não tem na sua composição os ditos. Alguns terão cornos, mas virtuais, e é melhor não generalizar… :-D

    P.S. “Ser como unha e carne”; “Ter as costas quentes”; “Ter as orelhas a arder”; “Fazer ouvidos de mercador”; “Comer as papas na cabeça”; “Deitar o olho”; “Ir para o olho da rua”; “Emprenhar pelos ouvidos”; “Esticar o pernil”; “Meter a unha”; “Passar a perna”; “Quem tem unhas é que toca guitarra”; (“andar no rego” tb conta?)

    Bjs

  3. sunrise Diz:

    “Ficar de papo pr’ó ar”
    “Custar os olhos da cara”
    “Ficar com a pulga atrás da orelha”
    “Perder a cabeça”
    “Dar com a porta no nariz”
    “Ser cara de pau”
    “Estar de braços cruzados”
    “Ficar de olho”
    “Ser um osso duro de roer”
    “Ficar com cara de caso”
    “Ter macaquinhos na cabeça”
    “Berrar a plenos pulmões”
    “Meter os pés pelas mãos”
    “Estar de pé atrás”
    “Fazer algo com uma perna atrás das costas”
    “Ficar com a corda no pescoço”
    “Estar de pés e mãos atadas”
    “Ter a faca e o queijo na mão”
    “Abrir os olhos”
    “Acordar com os pés fora da cama”
    “Ter a cabeça fria”
    “Meter o rabo entre as pernas”

  4. cc Diz:

    Quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga ;)

  5. Helena Diz:

    O homem nao tem rabo, nem crista, nem corno mas houve uma apropriaçao lexical devido a comparaçao homem animal.
    Poderiam dar-me mais exemplos?

  6. Teresa Diz:

    Entrar por uma orelha e sair por outra.
    Dar com alíngua nos dentes.
    Ter as costas largas.
    Ter as costas quentes.
    Ficar de pé a trás.
    Meter o nariz onde não é chamado.


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 56 outros seguidores