Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Considerandos sobre o amor (71) 03/01/2008

Filed under: considerandos sobre o amor — jacky @ 7:33 pm

A energia do amor

O amor é a energia mais poderosa do mundo. Por amor, ganhamos asas, corremos mundos, fazemos o impossível, transcendemo-nos… Se isso é verdade, porque haverá então tantas relações falhadas e outras que nem sequer chegam a começar?

O amor com A maiúsculo não existe, aquele amor que se vê nos filmes, em que tudo é perfeito, a música toca sempre que se olham, as nuvens cor-de-rosa pairam à volta e há sempre um futuro indefinido num final em que viveram felizes para sempre. No mundo real, uma relação amorosa cria-se através de dois sentimentos distintos: aquele que eu sinto por ti e o sentimento que tu sentes por mim. A conciliação dos dois é que faz com que o amor se possa construir todos os dias. Não existe uma reciprocidade imediata.

Nos primeiros encontros, a maioria das vezes, o que vemos e sentimos nem sempre corresponde ao que o outro vê e sente. Por vezes, o que se pensa ser amor é apenas atracção e desejo. Outras vezes, parece haver amor mas a verdade é que um ama e o outro sente-se bem por ser amado e deixa-se andar. Muitas vezes, as relações não funcionam porque há um deles que não tem auto-estima. Quem não se ama em si mesmo e às suas qualidades, não é tolerante com os seus defeitos e falhas, não tem capacidade para amar outrem.

Acontece então que o medo tudo domina, castra a energia positiva do amor. E os medos do amor são tantos. É preciso abdicar daquele patamar de segurança e arriscar para podermos fruir a energia…

Quem nunca teve medo de amar?

 

8 Responses to “Considerandos sobre o amor (71)”

  1. mariaarvore Says:

    Ter medo de amar não é o mesmo que ter medo de viver?…🙂
    Se a única coisa que controlamos é o que sentimos e o que pensamos, só sem medo do erro é que podemos viver. É como na matemática: o amor é a intersecção do conjunto A com o conjunto B; e se nós somos o A é só tentar vários conjuntos para encontrar o B.😉

  2. PmA Says:

    O mouco de alma.

  3. fontez Says:

    Fantastico.
    Soberbamente bem escrito.

    bj

  4. Ceres Says:

    Muito bom!

  5. Silvia Says:

    O Amor perfeito dos filmes existe…com os devidos intervalos para os comerciais ;))

  6. cc Says:

    Não é o amor que move o mundo Jacky é o prazeeeeerr,
    agora pode estar associado ao amor e pode não estar
    uma relação aonde não existe prazer não vinga e poderá existir amor, geralmente o amor perde para o sexo e para o dinheiro assim de caras, costuma perder também para o status e para o poder e ainda perde para a beleza …isto é a cruel realidade ….. a vingança do amor perder, chama-se doença … achas que o amor move o mundo era bom era … quem ama nao adoece tanto e é mais feliz cc

  7. jodoas Says:

    Diz-se amor e uma cabana, mas com muito vento ela abana e o amor por vezes fica abalado. Votos de continuação dum feliz ano de 2008. Um beijinho do Raul

  8. Adorei a imagem e os teus apontamentos sobre o Amor…que posso dizer…que quero amar e ser amada! Neste momento estou liberta para o viver!Bjs🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s