Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Considerandos sobre o amor (60) 16/02/2007

Filed under: considerandos sobre o amor — jacky @ 3:10 pm

Respeito

Egoísmo também é indiferença…

Entrámos na era dos shoppings. Passamos tempos infinitos dentro deles, a ver montras, a ver livros e a ouvir músicas, a experimentar roupas, a gastar dinheiro e a comer sem esforço. Aos fins de semana, entramos em transe hipnótico com tanta oferta de coisas e tanto crédito fácil à nossa disposição. Empurramos, carregados de sacos, quem estiver à frente. Não vemos mais ninguém. Finalmente, refastelados numas cadeiras da zona da alimentação, almoçamos ou jantamos. Puxamos o cigarro, alheados ao facto de haver crianças e carros de bebés a um metro de distância e gozamos o momento. Se alguém nos chamar a atenção porque calhamos de encontrar lugar sentado, nos míseros dois metros quadrados dos não fumadores, ficamos possessos. Que falta de respeito pelo nosso prazer narcísico! Voltamos para casa cheios de embalagens. Mais uma bateladas de coisas para o lixo. Reciclar dá muito trabalho… Acendemos todas as luzes, todas as televisões da casa para não perder dois segundos que sejam entre divisões da casa. Aquecedores no máximo com janelas abertas. Lavamos os dentes com água sempre a correr, uns litros a mais ou a menos não fazem diferença. Finalmente, deitamo-nos convencidos que somos os donos do mundo e que amanhã será mais um dia dedicado a nós, principalmente a nós…

Respeito também é amor.

Estamos no shopping em dias frios e chuvosos e no parque em dias quentes e amenos. Apreciamos o barulho do vento nas folhas das árvores onde nunca escreveríamos mensagens, como nunca esfaquiaríamos a pele de um amigo. Gostamos de andar descalços na praia sem restos de vidros de garrafas de cerveja ou embalagens de plástico indestrutíveis. Gostamos da espuma branquinha sobre tons verdes e azuis de mar, sem preservativos a boiar. Olhamos em frente e vemos as pessoas que se cruzam connosco. Desviamo-nos de quem está distraído. Antes de sacar do cigarro, pensamos nos que nao fumam nem têm prazer em absorver passivamente o nosso fumo e adiamos para mais daqui um pouco. Em casa, separamos o lixo. Só acendemos as luzes necessárias e os aquecedores que precisamos. Não deixamos a água a correr nem as torneiras a pingar. Dói-nos na alma saber que há crianças que não morreriam de sede se não desperdiçássemos tanta água. Finalmente, deitamo-nos preocupados com o aquecimento global do planeta e pensamos que temos de ir a Veneza e às Maldivas antes que se afundem definitivamente e que amanhã será mais um dia dedicados aos outros, a nós e ao respeito pela beleza do mundo que tanto amamos…

Anúncios
 

7 Responses to “Considerandos sobre o amor (60)”

  1. ceres Says:

    Podia ser tudo tão mais fácil, se todos tivéssemos respeito!
    Vamos todos criar o dia do RESPEITO!
    Proponham a data, para lançarmos uma ciber campanha

  2. Cris Says:

    Gostei muito deste post! Da forma como expressaste aquilo que tantas e tantas vezes sinto…
    Que bom seria se cada vez mais despertassemos a nossa consciência e fossemos cada vez menos indiferentes…

    Obrigada pela tua partilha *

  3. cc Says:

    “Respeito também é amor” ERRADO fofa ….RESPEITO É AMOR lol tu só amas aquilo que respeitas e ponto final paragrafo.
    Não me surpreende nada o que acabas de descrever, depois do ultimo fim de semana ver mulheres em delírio porque finalmente já podem ser imensamente felizes porque podem matar os seus bébés, demonstrando um profundo EGOÍSMO, agora tem de haver congrugência de valores:….. ou achas que as pessoas que não respeitam um feto vão respeitar o teu bébé? ou a ti ????? está tudo relacionado querida as pessoas não são umas nas urnas e outras na vida real… EGOÌSMO E ARROGÂNCIA são os valores actuais

  4. Que muitas pessoas lêem este post!

    Beijinhos

  5. fairyGi Says:

    Respeito e boas maneiras, cada vez menos… Entramos numa era em que temos os opostos, pessoas que se amarram a árvores, que vão para a prisão por defenderem a natureza (algo que já devia à partida estar protegido!!), que defendem os direitos humanos com a própria vida… E do outro pessoas indiferentes, que acham que os recursos da natureza existem com o unico fim de nos servir, que a água é eterna, que tudo à sua volta existe para o satisfazer, que gastam rios de dinheiro em roupa, carros, casas e são incapazes de irem ver o mundo com os seus olhos, fora dos spas de luxo que frequentam!!!! Mas a vida é mesmo assim, cada um tem que evoluir ao seu ritmo, tem que experimentar e aprender… infelizmente muitas pessoas esquecem isso e vivem cada dia presas nas suas próprias mentes e nas suas rotinas, sem pensar… indiferentes, sem sentir… dormentes!!!

    BJs

  6. jacky Says:

    Boa ideia, Ceres!

    Também gosto muito do que escreves, Cris, embora nunca tivesse comentado.

    cc, cada caso é um caso. Há mulheres que são fracas e que se deixam submeter aos namorados e á família. Há casos dramáticos em que não querem fazê-lo e são forçadas. Esperemos que com esta nova lei, elas possam ter apoio nos hospitais com psicólogos, médicos e assistentes sociais de forma a poderem optar não fazê-lo.

    Obrigada Thiago

    FairyGi, há pessoas que precisavam de tirar umas férias no bangladesh numa aldeia sem condições nem sequer de higiene mínimas e de infinita miséria. Talvez aprendessem alguma coisa…

  7. alex do blog Says:

    Um díptico! Muito giro! Eu a companhia detestamos shopping e muitidões e cigarros! Há tanto para ver e visitar, porque razão havemos de ficar fechados nesses espaços?
    Bjs


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s