Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Considerandos sobre o amor (58) 22/01/2007

Filed under: considerandos sobre o amor — jacky @ 1:56 pm

Sans la parole, le plaisir de l’amour diminue au moins de deux tiers.
Giovanni Casanova

Não consigo conceber o amor e até o prazer apenas baseados nos sentidos. De que nos serve sentir se não podemos partilhar falando?  Seria reduzir apenas ao corporal e abdicar do intelectual. Degustar um prato especial é um deleite que guardamos apenas para nós próprios? Apreciar uma bela paisagem, um olhar apaixonado, e não o transpôr através de uma fotografia ou de uma memória? Sentir a macieza do veludo e a quentura dos raios de sol num dia de Inverno e esquecer?

A palavra às vezes nada quer dizer, nada transmite. O tom de voz é que reconforta, acarinha, enche-nos as medidas. Outras vezes, a palavra traz recordações guardadas em folhas de árvores outonais, agora renascidas na Primavera da memória. Ajuda a assentar dúvidas e a desenvolver o próprio amor…

William Debilzan

Anúncios
 

3 Responses to “Considerandos sobre o amor (58)”

  1. wind Says:

    Mais uma vez escreveste tudo e muito bem 🙂
    Concordo inteiramente contigo 🙂

  2. um ponto azul Says:

    Ouvir a voz do ser amado é algo fantástico, ou ouvir umas palavras de força e carinho de uma amiga!Bjs 🙂

  3. jacky Says:

    Obrigada wind e ponto azul 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s