Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Desafio de Natal 20/12/2006

Filed under: escrita,Natal — jacky @ 12:00 am

Pas de cadeaux cette année, le Père-Noël est parti en voyage de noces ! Mais avec qui s’est-il marié ? A vous de nous transformer cette belle histoire d’amour en un joli conte de Noël… Este é o desafio do site Psychologies desta semana
Este ano, não vai haver distribuição de prendas porque o Pai Natal se casou e está em lua de mel. Casou com quem? Quem se atreve a transformar esta história de amor num conto de Natal? Eu vou tentar, mas só publicarei dia 24.

Anúncios
 

2 Responses to “Desafio de Natal”

  1. Meu_DIA Says:

    Brasil, 23 de Dezembro 2006

    Alice, mãe dos meus filhos e minha companheira durante 25 anos:

    Como estás? E os miúdos? Calculo q andes à minha procura e possas até estar preocupada. Será q estás? Ou esta minha ausência repentina, fez-te bem, libertou-te e esperavas ansiosamente por momentos como este?
    Porque já n sei o q pensas, sabes? Há muito tempo q deixei de saber o q pensavas, o q querias, o q desejavas, se me desejavas.
    Quando nos conhecemos o envolvimento um com o outro foi imediato, achei-te linda, eras muito morena, com o teu cabelo comprido cheio de ondulações, tinhas um sorriso contagiante, tinhas um corpo bonito, atraías-me, lembras-te como fizemos amor no nosso terceiro encontro?
    Depois namoramos, anos e anos, tornamo-nos inseparáveis, cumplices em tudo, conhecíamos os pedaços mais pequeninos um do outro: como terminava a orelha, o sinal à saída da axila, o comprimento das pestanas, a força do abraço, a intensidade dos beijos,….
    E finalmente casamos, eu estava tão apaixonado! Só tinha olhos para ti! mas,…, tu, apesar de deslumbrante, e nunca te disse isto Alice, achei q estavas ausente, q estavas triste por eu te ter roubado da tua juventude de solteira. Mas eu queria-te tanto, Alice!
    Escrevo-te porque, n sei como te diga o q se passou comigo de outra maneira….Na verdade, nós já não sabemos falar, nós q perdemos manhãs, tardes, dias a conversar, a contar (e já passou tanto tempo….), Nós perdemos a faculdade de FALAR (falar um com o outro). Lentamente deixamos de ser marido-mulher-amantes, para sermos homem-mulher-silêncio-indiferença-rotina. Como mudámos, Alice!?

    Olha Alice, cansei-me de estar só, cansei-me da vida contigo. Estava a morrer.
    Olhei para mim ao espelho e vi-me um homem velho, nos meus 42 anos, com uma barba branca descuidada e comprida demais, papos nos olhos, uns óculos ridículos (q tu disseste q me ficavam bem!), uma barriga proeminente, grávida de 6 meses de fastio e solidão, um emprego de merda com um ordenado semelhante, aonde me senti sempre um palhaço, sempre a poupar e a contar os tostões. Sem um luxo, sem uma ambição, metido numa fila com outros tantos iguais a mim, à espera da doença e da morte.

    Sabes Alice, conheci uma mulher. Tem um aspecto rude, a pele mal tratada, tem poucos estudos, fala alto e dá umas gargalhadas barulhentas. Imagina, é brasileira! Cheira a samba, a rua, a praia, a liberdade e a suor….Foi ela q me escolheu, q olhou para mim, q me pôs uma mão no ombro e me disse: “Sê percisa di carinho…vê-se no seu olhar!”. E precisava tanto, tanto. Ela gosta de mim, Alice! E eu estou a aprender a gostar dela. Ela n me exige q a ame, mas eu quero amá-la. Entreguei-me nas mãos dela, mas hoje já sou eu q a entrelaço com as minhas pernas. E sinto-me VIVO! Sinto-me um Homem! Sinto-me AMADO! E agora, só isso me importa!

    Não tenho emprego fixo, vivemos num quarto pertinho da terra da Luana, cortei a barba, deixei crescer o cabelo e ato-o com um pequeno cordel, ando vestido com umas calças coçadas e uma camisa de quadrados descuidada, uso havaianas nos pés. Vou casar amanhã à noite, com a minha nova mulher! É um casamento especial, com validade nos nossos corações.

    Olha Alice, tenta refazer a tua vida. Procura um homem q te faça feliz, q te faça mulher, pq eu acho q tu precisas de te relembrar.
    Não tenhas medo, de pôr a mão num ombro de um homem, com um olhar infeliz,…., e nunca penses q só tu estás a dar.
    Com quanto mais vontade deres, mais estarás a receber!

    Bom Natal.
    Cuida das crianças (eu sei q isso, farás sempre bem).

  2. jacky Says:

    Obrigada, meu dia, por teres respondido ao meu desafio 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s