Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

Desafinado, versão Astrud Gilberto & George Michael 10/04/2005

Filed under: canções de amor — jacky @ 1:09 pm


Carson

Se você disser que eu desafino, amor
Saiba que isso em mim provoca imensa dor
Só privilegiados têm ouvido igual ao seu
Eu possuo apenas o que Deus me deu
Se você insiste em classificar
Meu comportamento de anti-musical
Eu mesmo mentindo, devo argumentar
Que isso é bossa nova, que isso é muito natural
O que você não sabe nem sequer pressente
É que os desafinados também têm um coração

Fotografei você na minha Rolley Flex
Revelou-se a sua enorme ingratidão
Só não poderá falar assim do meu amor
Ele é o maior que você pode encontrar, viu
Você com sua música esqueceu o principal
É que no peito dos desafinados,
No fundo do peito bate calado,
É que no peito dos desafinados também bate um coração.

Desafinada por hoje…

Anúncios
 

Passeio dominical

Filed under: flores — jacky @ 12:06 pm

pelo Outsider

pela Oficina das Ideias

pelas Flores de Inverno

pela Formiguinha Atómica

pela Puta de Vida ou nem tanto

pelo Fragmagens

pelo Lobices

 

Se fosse uma personagem de The Lord of the Ring…

Filed under: retrato chinês — jacky @ 11:09 am

… gostaria de ser a Eowyn, por ser uma guerreira corajosa e simultaneamente feminina.

E tu? Qual personagem gostarias de ser?

 

Se fosse uma série antiga de TV…

Filed under: retrato chinês — jacky @ 10:56 am

… gostaria de ser Uma Casa na Pradaria. E tu?

 

Se fosse uma série recente de TV…

Filed under: retrato chinês — jacky @ 10:52 am

… gostava de ser Sete Palmos Abaixo de Terra. E tu? Qual gostarias de ser?

 

Borboleta, Jorge de Sousa Braga

Filed under: poemas de amor — jacky @ 10:44 am

A borboleta que poisou
no teu mamilo perdeu a
vontade de voar.

 

Faz-me tua…

Filed under: experiências da jacky — jacky @ 1:40 am

– Queres ser minha?
Se aceitares,
farei de ti rainha…

– Faz-me tua,
de mãos dadas,
enlaçados na rua…

Faz-me tua,
quero ser tua água,
teu sol e tua lua…

Faz-me tua,
quero sentir tuas mãos
sobre minha pele nua…

Faz-me tua,
quero ser mar
onde teu desejo desagua…

Jacky

faz-me tua
quero ser noite
pra seres a minha lua

faz-me tua
quero ser terra
que lavras com a charrua

faz-me tua
quero ser pardal
tu és uma catatua

faz-me tua
quero ser praça
adjacente à tua rua
faz-me tua
quero ser rio
onde vogas de falua

faz-me tua
quero ser número
porque tu és capicua

faz-me tua
quero ser a agulha
que a tua pele tatua

completou o Fernando Cidadão