Amorizade

Amor + Amizade – Termo de Luandino Vieira

A formiga, de Robert Desnos 09/12/2004

Filed under: animais,France,poesia — jacky @ 9:14 am


M. C. Escher

LA FOURMI

Une fourmi de dix-huit mètres
Avec un chapeau sur la tête
ça n’existe pas, ça n’existe pas.

Une fourmi traînant un char
Plein de pingouins et de canards,
ça n’existe pas, ça n’existe pas.

Une fourmi parlant français,
Parlant latin et javanais
ça n’existe pas, ça n’existe pas.
Eh ! Pourquoi pas ?

Robert Desnos – Chantefables et Chantefleurs – Editions Gründ in comptines

Uma formiga de dezoito metros
Com um chapéu na cabeça
Não existe mesmo, não existe mesmo.

Uma formiga arrastando uma carroça
Cheia de pinguins e de patos
Não existe mesmo, não existe mesmo.

Uma formiga a falar francês,
A falar latim e javanês
Não existe mesmo, não existe mesmo.
Hei! E porque não?

E a tua formiga extraordinária como é?

Anúncios